Morrostock anuncia parte das bandas que vai estar “De Boa Na Lagoa”

Está aí galera 90% das atrações do palco principal do Morrostock 2015, clicando na foto ou no nome da banda você pode conhecer mais sobre cada artista. Ainda vamos anunciar mais 3 bandas do palco principal e muitas outras novidades nos próximos dias. Mas por hora é isso, uma bela junção de nomes para celebrar mais um ano juntos!

made em 4 (1)

 MADE IN BRAZIL (SP)

São quarenta e três anos de uma banda MADE IN BRAZIL só para tocar Rock ’n’ Roll, completados este ano . Pelo MADE passaram mais de 90 músicos de altíssimo nível, em mais de 150ª formações oficiais. O MADE é com certeza o grupo de Rock & Blues de maior atividade na área. Sempre manteve acesa a chama do Rock e do Blues no Brasil e em toda a América latina.  Os jovens brasileiros sempre tiveram nos “Bad Boys” da Pompéia um exemplo de rebeldia e a resposta de suas questões de inconformismo. Tudo sempre acompanhado por um som visceral e pulsante.

##########

wander

Wander Wildner “The Best Off” (POA)

O embaixador do Morrostock, dispensa apresentações. Figurinha mais que carimbada e sempre bemvindo no festival. Para essa edição “De Boa na Lagoa” Wander preparou um show especial intitulado “The Best Off” com as melhores músicas de sua carreira e mais uma vez vem acompanhado de Sus Comancheros, Certeza de grandes emoções!

##########

chapillacs

Los Chapillacs (Peru)

A banda de cumbia psicodélica “Os Chapillacs” nasce no tradicional Barrio del Solar de Arequipa em 2006. Nos seus primeiros anos a banda realizou várias apresentações musicias com elogios do público e crítica. Em 2008 essa alucinante saga culmicou com  a gravadora americana independente Masstropicas lançado um vinil  com as músicas “Cumbia Delicuencial – Lembrando Marion”. Em 2009, Los Chapillacs (decisão unânime) entrou em uma clínica de reabilitação Chichera para ser guiado pelo espírito psicodélico em sua próxima aventura … Após seu retorno de Iquitos, lançou o álbum “cumbia Odyssey 3000” em uma edição limitada feita pela banda; cheio de vida e cor, é muito bem recebido. Os argentinos se apresentarão pela primeira vez no Morrostock, e já vão ficar de boa na lagoa. Sortudos hein?

##########

inmigrantes-b

Inmigrantes (Argentina)

Em 2007 os irmãos Carlos e Pablo Silberberg iniciam um projeto que surge de suas composições autorais. Gêmeos, os Silberberg já haviam participado, na Argentina, de reality shows como o antigo Popstars (com versão brasileira exibida pelo canal SBT). Nascia ali o embrião dos Inmigrantes. Com uma proposta artística muito pessoal, onde a composição, o sentido e cada detalhe das canções ficam na mão dos irmãos, o primeiro disco surge quando, em uma de suas viagens, conhecem o produtor Ettore Grenci. Decididos a registrar todo seu material, a banda lançou “Turistas en el Paraíso” em 2007 com um show memorável no Museo de Los Inmigrantes de Buenos Aires, onde também mostraram seu primeiro videoclipe: “Golpe de Suerte”.Após passagens por México, Chile, Uruguai, Venezuela e Espanha, a banda vem até o Rio Grande do Sul para ficar de boa na lagoa do Morrostock 2015.

##########

SONY DSC

Repolho (Chapecó)

Repolho é uma banda de colonos cibernéticos de Chapecó, Santa Catarina. Começou oficialmente em 1991. Em 2011 completou 20 anos de banda e ano que vem deve completar 25 anos. Para exemplificar essa mistura toda, utilizam o termo “Colonagem Cibernética”. É um lance conceitual. E não tem a ver diretamente com a música, mas tem a ver com o conjunto todo. Os shows são verdadeiras celebrações ao bom humor. Um humor que as vezes é sarcástico, as vezes é infantil. Nas letras uma mistura de referencias de muitas coisas, desde outras bandas, mas também literatura, quadrinhos, cinema e a cidade de Chapecó que é uma fonte inesgotável de idéias. Tudo isso faz parte da Colonagem Cibernética que brinca com essas possibilidades do mundo moderno, mas sem perder a essência. Ou seja é um colono da natureza, mas é moderno, contemporâneo, acessa a internete, sabe comprar refrigerante com ficha nas máquinas de refrigerante e sabe usar a tecnologia a seu favor.

##########

Francisco Frutas 3 (1)

Franscisco El Hombre (SP)

Francisco, el Hombre é sinônimo de uma corrente musical nômade e transcultural em forma de banda. O projeto musical nasceu a partir dos irmãos Sebastián e Mateo Piracés-Ugarte, que cresceram viajando pelo mundo, acompanhados dos seus instrumentos. Fazendo das estradas das Américas, Europa e África seu estúdio, os irmãos Piracés-Ugarte encontraram sua base irradiadora no bairro Barão Geraldo em Campinas – SP. Ali o que era um esboço  musical incorporou novos integrantes (Juliana Strassacapa, Andrei Kozyreff e Rafael Gomes), concretizando-se em uma banda madura e estável, cujo som foi lapidado junto a um público multicultural, eclético e ávido por descobrimentos musicais. Suas produções mais recentes ganharam ainda novos temperos que os músicos andaram experimentando em suas viagens como coco, cumbia, maracatu, salsa, samba e sopros de ciranda – a vocação natural desta formação musical é viajar,  como diz em “Minha Casa” uma das suas principais canções do grupo “Essa casa é passageira como o meu corpo e quando não a quiser mais \ minha vida estará na minha mochila e o meu corpo se desfaz. O meu lar encontrei nas pessoas que amei”.

##########

foto_alta_Morgana_Mazzon02 (1)

Capitão Rodrigo “A Saga de Um Homem Comum” (POA)

O novo trabalho, a ópera-rock “Capitão Rodrigo – A saga de um homem comum” é uma sátira da sociedade contemporânea e a opressão sobre o indivíduo, abordando de forma criativa e bem humorada as distorções das instituições, as injustiças sociais, a descrença nos políticos, o casamento, os valores impostos pela mídia, a opção por soluções violentas e a incógnita, ao final, quanto ao acerto das escolhas. A ópera-rock é composta por 11 músicas autorais de muito rock’n’roll, intercaladas por narrativas, performances e projeções de imagens em um cenário que serve como tela.

##########

Cuscobayo - Kit 2

Cuscobayo (Caxias do Sul)

A Cuscobayo é um ajuntamento de músicos e amigos, reunidos em Caxias do Sul e hoje sediados em Porto Alegre. A banda faz um contrabando rítmico entre o sul do Brasil e o sul das Américas, resultando em uma parede sonora de percussão, sopros e vocais coletivos. Fundada em 2012 em Caxias do Sul e formada por Alejandro Montes de Oca (trompete), Lourenço Alberti Golin (baixo), Marcos Sandoval (cajón e vocal), Rafael Castilhos (percussão) e Rafael Froner (voz e vocal), a banda está em processo de gravação do seu primeiro disco (financiado coletivamente via catarse.me), lançou um single e um EP (“Na Cancha”) em 2013 e contabiliza até o presente momento (junho/2015) mais de 120 shows em mais de 25 cidades do Rio Grande do Sul, incluindo festivais como Pira Rural, Acid Rock, Festival Brasileiro de Música de Rua, Manifestasol, Orion Festival e Grito Rock.

##########

do hank

Dr Hank (Canela)

Com quase 5 anos de carreira a banda já se apresentou nos maiores festivais do país como PLANETA ATLÂNTIDA, FESTIVAL MACONDO CIRCUS, MORROSTOCK, GRITO ROCK, MAKE SOME NOIZE e outros, além de realizar tours tanto no eixo SP-RJ como nos estados do sul do país, formando publico tanto na capital quanto no interior, com mais de 100 shows em 50 cidades. O sucesso do primeiro álbum – 5 singles do primeiro disco entraram nas programações das maiores rádios do Rio Grande do Sul como Atlântida FM, Ipanema FM, Sorriso Fm, Clube FM, Univates FM, Unisinos FM, Unijuí FM – foi seguido pelo lançamento de seu segundo álbum em 2015, e o Morrostock é uma das paradas de sua turnê de lançamento.

 

##########

10690099_1486355718307491_6278641835234514764_n

Ana Muniz (POA)

Ana Muniz apresenta uma sonoridade única pela singularidade das composições, pela experimentalidade dos arranjos, pelos ritmos e harmonias propositalmente contagiantes e principalmente pela intenção depositada nas suas canções. As composições possuem uma linguagem universal e humana, buscando ser instrumento para autoconhecimento e resgate de nossas raízes e nossa conexão com a natureza.

 

 

 

 

 

##########

dupla

Dupla Caipira de Reggae (SP)

A Dupla procura chamar a atenção do público para questões atuais, misturando na medida o espírito ahimsa de não-violência com a atitude que devemos tomar para realizarmos a verdadeira Revolução, aquela que virá de dentro para fora.

https://soundcloud.com/duplacaipiradereggae/sets/otro

##########

IDENTIDADE_BY LUCAS CUNHA (1)

Identidade (Lagoa vermelha)

Mesmo depois de 15 anos de história, se tem uma coisa de que a banda gaúcha Identidade ainda não se cansou foi de meter o pé na estrada. Com quatro discos lançados, os caras já percorreram mais 30 mil quilômetros por todo o Brasil, levando o tesão do rock and roll por todo território nacional. Com shows eufóricos, riffs eletrizantes e melodias rockeiras, a banda já tocou em festivais como Planeta Atlântida, Bananada, Aniversário Ipanema FM.  No fim, a estrada sempre foi um símbolo de desejo para as bandas rock and roll de todos os tempos. E os caras da Identidade apenas buscam, parafraseando o beatnik Jack Kerouac em no clássico “On The Road”, uma noite ótima, uma noite quente, uma noite para tomar vinho, uma noite enluarada, uma noite para abraçar sua garota e conversar e cuspir e viajar no cosmos.

###########

foto - Divulgacao (1)

Mar de Marte (Erechim)

Desde 2011 com o lançamento do primeiro EP, Mar de Marte tem chamado a atenção com sua música. Com uma coloração psicodélica e espacial nos arranjos, mesclando simplicidade e minimalismo com um toque intimista, o grupo dispensa vocais, mesmo assim proporcionam uma verdadeira poesia instrumental. Desde o lançamento do EP, iniciou uma sucessão de conquistas e menções na imprensa especializada nacional e internacional: O grupo foi convidado pela MTV Brasil para integrar a trilha do programa Rota Explosiva com a música “Oceano de Urano”, também foi destaque no portal britânico Independent Music News em 2014 como uma das dez bandas brasileiras mais promissoras. Em março, essa promessa iniciou a tomar forma com o lançamento do primeiro videoclipe da banda, para a música “Mar de 1⁄2 Litro “, gravado em Groninga, na Polônia sob a direção de Natalia Śliwowska e com produção do selo The Southern Crown Records. Desde então a banda tem sido apontada como uma das representantes da nova geração de bandas do Rio Grande do Sul por diversos críticos, jornalistas e veículos especializados como O Globo, IG, Noize, TMDQA, Portal Senhor F, entre outros. Todos destacaram a nova realidade da cena musical que acontece no sul do país, com uma outra leva de músicos, independentes e conectados. Após as primeiras apresentações divulgando o novo material pelo Rio Grande do Sul, a banda planeja sua primeira turnê pela região Sudeste do país, no início do segundo semestre. Datas em São Paulo e Rio de Janeiro serão anunciadas em breve. Mar de Marte vem de Erechim (RS) e tem na formação Gabriel Balbinot (guitarra), Marcelo Acosta (baixo) e Dha Rano (bateria).

##########

bombolarai baixa (1)

Bombo Larai (POA)

Música em ritmo de futebol, que resgata a cultura de bairro, que preza pela boa amizade,pulsando em cada nota a adrenalina de uma arquibancada frenética em dia de jogo. Esse é o espírito desta banda que surgiu em 2012 adaptando estilos sonoros que mesclam rock, milonga, cumbia, murga e samba. Mostrando assim toda a mestiçagem cultural entre o Brasil Tropical e a América Cisplatina que seus integrantes vivenciam no cenário da última capital ao sul do país: Porto Alegre.

##########

Bandinha Di Dá Dó por Magnus Viola

Bandinha Di Dá Dó (POA)

Um show inédito e irreverente que, regido por palhaços, vira um espetáculo e, acompanhado pelo público, se transforma em uma verdadeira festa” Bandinha Di Dá Dó é á performática banda dos palhaços Cotoco, Teimoso Teimosia, Invisível e Zé Docinho. Surgiu nos palcos da cidade de Porto Alegre em 2005 e é formada pelos músicos Mauro Bruzza (acordeom e vocal), Thiago Ritter (baixo), Gabriel Grillo (guitarra) e Paulo Zé Barcellos (bateria), todos artistas de currículo em trilhas sonoras para teatro, circo e apresentações em diversas cidades do Brasil, América Latina e Europa. A banda apresenta um repertório de composições próprias, tanto instrumentais como cantadas, inspiradas na música cigana, na world music e no rock’n’roll.

##########

petit poços1 (1)

Petit Mort (Argentina)

Depois de gravar 2 discos na Alemanha, ter feito 100 shows na Europa e 90 shows no Brasil, o power trio argentino Petit Mort veio morar na ilha da magia, Florianópolis/SC, e traz uma novidade para o público: um disco com 10 musicas inéditas. O novo disco BITE THE HOOK  foi lançado no Brasil no fevereiro, foi gravado em Buenos Aires, Argentina, e mixado na cidade de Geldern, Alemanha, nos estúdios Benthus. A banda apresentou o novo album nos carnavais de fevereiro de DF, Goias e Minas Gerais com importante destaque no Jornal Correio Braziliense e na FM Transamerica. Em março fizeram turnes em Santa Catarina e Rio de Janeiro, e em abril no maior festival de rock de Florianopolis : Metal Mecanica. Petit Mort é Michelle Mendez: Guitarra / Voz, Juan Recio: Baixo, Jacques Blasetti: Bateria.

##########

mari

Mari Martinez and The Soulmattes (POA)

A cantora e compositora Mari Martinez, ao lado de seus comparsas da banda The Soulmates, faz uma busca na soul music atrás de inspiração para mostrar sua visão sobre os desencontrados relacionamentos contemporâneos neste início de século XXI. De sonoridade densa e letras que trazem a possibilidade de identificação imediata, Mari faz um relato preciso dos casais que existem por aí num clima descompassado. Em 2013, a banda lançou seu primeiro trabalho, intitulado Singelas Observações, e o clipe de “Estranhos Conhecidos”, que está em exibição nos canais nacionais de TV.

##########

Frida [2015] - vertical - foto por Amanda Prestes (1)

Frida (Gravataí)

Desde 2009 o nome Frida vem chamando a atenção nos bastidores da música brasileira. Foi naquele ano que o grupo de Gravataí (RS) venceu a etapa nacional do concurso ibero-americano Universia U-Rock. Começava aí uma sucessão de conquistas e menções na imprensa especializada nacional e internacional: “O disco tem momentos de psicodelia que lembram antigos trabalhos do Pink Floyd, mesmo quando as faixas não ultrapassam os quatro minutos de duração. O resultado é uma sonoridade densa e original”, Após as primeiras apresentações divulgando o novo material pelo Rio Grande do Sul, a banda planeja sua primeira turnê pela região Sudeste do país. Frida vem de Gravataí (RS) e tem na formação Sandro Silveira (guitarra e voz), Andriel Cimino (guitarra), Vinicius Braga (baixo) e Luis Mausolff (bateria).

##########

IMG_0148 (1)

Naddo Entre Gigantes (POA)

Para conhecer a banda Naddo entre Gigantes temos de mencionar Naddo Pontes – O Gigante, que tem seu imenso carisma e expressão distribuídos em seus 1m 15cm de altura. Naddo assina as composições da banda, e lidera a cantoria dos Gigantes. Casado há 10 anos com Cíntia Rodrigues, vocal e backing da banda, a dupla emociona o público nos shows – “La negra” – como carinhosamente é chamada assina com sua voz ímpar duas canções do álbum. Marcelo Marinoni, guitarrista e intérprete de uma das canções fecha a tríade vocal que encanta e surpreende. Rodrigo Ruivo e Marcelo Masina somam seus talentos e assinam a “cozinha” gigante da banda.

##########

Cartas para Bill - BAIXA

Cartas Para Bill (Cachoerinha)

A Cartas para Bill encontra-se nalgumas cidades do Rio Grande do Sul:Cachoeirinha, Nova Santa Rita e Gravataı.́Formada em 2014, lançou seu primeiro single em abril de 2015 e dão início à gravação do primeiro EP. O quinteto éformado por Jean Kartabil (voz, violão, guitarra, gaita e ukulele), Lester Borges (voz, guitarra, banjo e βlauta), Marcelo da Luz (slide, guitarra e violão), Pedro Ourique (baixo e teclado) e Matias Jardim (bateria). Já tocaram em lugares muito importantes como o Festival Mascarada Eco Rock, Espaço Cultural Lechiguana, London Pub & Bistrô, Urro! IV Encontro por uma Educação Libertária, etc. A sonoridade da banda ébem ampla, remetendo aos anos 70: Folk, Country, Rock Alternativo e Psicodelia.

##########

Alt_20150303_Deluce_0049 (1)

Deluce (POA)

Deluce é cantor e compositor e se prepara para lançar pela Loop Discos seu primeiro álbum: “O Mundo de Deluce”, que conta com a produção de Rodrigo Pilla (Bidê ou Balde) e as participações especiais de Calinhos Carneiro, Leo Henkin (Papas da Língua), entre outros artistas. Deluce não é estreante nos palcos. Formou sua primeira banda, Os Nômades, aos 16 anos, com a qual conquistou o prêmio de melhor arranjo no IV Festival de Música de Porto Alegre com a canção Valhala, composta em parceria com Vinícius Braun. O cantor também foi responsável, durante mais de dez anos, pelos vocais da banda Back Doors Band – um projeto cover e temático dedicado a reproduzir as apresentações do grupo californiano The Doors. À frente desta banda, percorreu o Brasil, passando pelos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, Goiás e Tocantins.

##########

motor_city_madness_promo3_credits_doni_maciel (1)

Motor City Madness (POA)

A Motor City Madness, de Porto Alegre, é uma banda de rock. É como um Ramones turbinado pelo lado brucutu de um Motörhead da vida ou um MC5 dilacerado por criaturas horrendas saídas de alguma música do Misfits. O negócio aqui é som sujo, pegado, pra ouvir tomando uma – ou várias – cervejas em inferninhos fuleiros repletos de gente medonha. A banda surgiu em agosto de 2012 e lançou o primeiro EP, chamado “R’n’R Mthfckr!”, em outubro. Em maio de 2013 fizemos uma tour de 6 shows no Uruguai e na Argentina. Ainda neste ano, tocamos em SP e MG, no festival Autorock em Campinas e vários shows pelo RS. Nosso primeiro disco, lançado em setembro de 2013 saiu em parceria pela Trashcan Records/Chop Suey Discos/Reverb Brasil e Rastrillo Records (ARG). Após quase dois anos rodando por aí e divulgando o primeiro álbum, a banda entrou em estúdio e em abril de 2015, foi lançado o novo CD, entitulado “Dead City Riot”.

##########

Indcents (1)

Indecents (Capela de Santana)

Em meados de 2001 nos reuníamos depois da escola para escutar músicas e conversar e o Guina e Edevaldo arranhavam um violão com letras próprias e viajávamos nessas músicas e achamos que podíamos montar uma banda de rock. Tínhamos influência direta de Ramones, Replicantes, Sex Pistols e outras bandas que nos levou a montar a banda. Passamos dois ano ensaiando e conseguimos montar um repertório de mais ou menos 12 musicas isso porque ninguém sabia nada foi tudo na vontade de querer tocar nossas canções. Nós ligávamos guitarra, microfone e outra guitarra improvisada como baixo em apenas um amplificador e uma bateria velha que conseguimos  comprar, porque até então não tínhamos bateria e nem grana para isso. Em 30 de novembro de 2003 fizemos o primeiro show oficial com equipamento adequado ingressos e um público bacana que curte até hoje os shows dos Indcents. Passamos a evoluir buscando melhorar arranjos e surgiram muitas canções próprias que tocamos sempre porque é a identidade da banda.Fizemos vários shows muito bons outros ruim mas sempre fomos em frente. Começamos então fazer gravações de ensaios ao vivo em studio e em seguida gravações por canal qualidade boa onde gravamos primeiro EP com 06 canções próprias e um vídeo clipe da música (Fim de Semana no youtube). A formação atual conta com Alemão (Marcos) nos vocais, Andersom (Teta) nas guitarras, Nirvana (Rodrigo) no baixo e Felipe (Frodo) na bateria. Estamos na estrada nesses anos todos, onde também iniciamos a gravação oficial do disco com uma gravadora de Porto Alegre e seguimos trabalhando e fazendo o que gostamos expondo nossas idéias e contexto com a atitude própria que Os Indcents sempre tiveram.

##########

IMG-20150320-WA0018 - Cópia (1)

Lokos de Bira (Esteio)

A banda LOKOS D BIRA formou-se em junho de 2001. desde seu inicio buscou criar suas próprias músicas mesclando Rock, Blues,Punk e Psicodelia. com letras escrachadas e diretas, visa trazer um pouco de loucura e diversão,buscando um som que reflita bem o jeito Cru e Etílico de suas músicas. Recente gravou mais um EP ,totalizando agora 22 musicas gravadas em fases diferentes da Banda, Para 2015 a banda prepara seu quarto EP e o segundo vídeo clipe.

##########

IMG_1435

Vespertinos (Santa Maria)

“A Vespertinos, banda de indie rock formada em 2013 em Santa Maria, expressa em sua sonoridade influências que passam pelo folk urbano e pelo rock alternativo brasileiro das décadas recentes. Recentemente, a banda lançou seu primeiro EP, contendo quatro registros da primeira safra de composições, todas com letras em português e roupagens sonoras que sublinham a temática lírica e despretensiosa das canções. Atualmente, a Vespertinos está dedicada a divulgar seu primeiro trabalho em shows pelo estado, cativando um público cada vez maior”

##########

 

Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *