Primeiras Apresentações de Teatro Confirmadas.

Frida Kahlo, à Revolução!

_CWS5902Frida Kahlo à Revuloção!

“Um espetáculo teatral de memórias desnudas, genialidade explosiva, paixão vibrante, beleza, dor e protagonismo feminino de uma das maiores artistas do séc. XX”

Frida Kahlo, à Revolução! é inspirada livremente na vida e obra da maior pintora mexicana de todos os tempos. Um exercício de paixão sobre o ato de SER em seu estado completo e imprescindível, que desvela a maquiagem espessa com a qual os modismos tentaram torná-la, a si e a sua obra palatáveis. Com texto inédito, focado no princípio revolucionário, é a própria Frida que nos conduz por esta redescoberta ética e estética, da arte como denúncia solidária e solitária, possível através da mágica que é o fazer teatral. No palco a dramaturgia concentra-se nos aspectos humanos dessa exuberante personagem real para construir um espetáculo que faça emergir o que pode transcender a condição de mito. A trilha sonora é executada ao vivo, criada pelo músico Luciano Alves especialmente para este espetáculo, que traz Daniel Colin na direção e Juçara Gaspar na atuação e na dramaturgia. Certamente um revolution de pura magia dentro da programação do Morrostock 2015!

###########

As Ginetiadas do Valente Toninho Corre Mundo na Estância de Cidão Dornelles – Grupo T.I.A. (Canoas)

mamulengoTeatro de Mamulengo: As Ginetiadas do Valente Toninho Corre Mundo na Estância de CidãoDornelles – T.I.A. (Teatro Ideia Ação)

“De simples objeto escultural, sem vida, estático, o boneco, quando o Mamulengueiro o leva à cena, transforma-se por completo.”

Um espetáculo de teatro, que resgata um Patrimônio, valoriza a brasilidade e constitui uma fusão da cultura nordestina com a cultura gaúcha. Para a construção dos Mamulengos foi feita a pesquisa e utilização de diversos tipos de madeiras das mais variadas regiões brasileiras como: Umulungu, Ingá, Pinus, Cedro, Canela, entre outros, além do cenário que foi todo construído em Bambu. Nos figurinos, tanto dos bonecos, quando dos atores, foi utilizado à ideia de miscigenar as vestimentas tradicionais gaúchas com o folclore nordestino e suas chitas bem vistosas e coloridas. A dramaturgia valoriza os aspectos sociais dos personagens típicos gauchescos, além de identificar alguns dos personagens nordestinos, mas tem a sua base nas lendas e causos do sul. A trilha sonora é executada ao vivo e tem como referência a musicalidade gaúcha tradicionalista e missioneira. A ficha técnica ainda conta com a participação de artistas das diversas regiões do país. Nesta história são relatadas as aventuras e peripécias do aventureiro gaudério Toninho Corre Mundo, que certo dia inventou de se espraiar pro sul do sul e se aprumar num emprego de ginete domador de cavalo xucro, lá na Estância de Cidão Dornelles. Mas os fatos despencam pra outras aventuras, tem assombração, Cobra Grande, Diabo, muito suspense, humor e claro uma pitada de romance, que é pra arrancar um friozinho na barriga. “De simples objeto escultural, sem vida, estático, o boneco, quando o Mamulengueiro o leva à cena, transforma-se por completo.”

############

Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *