Está no ar o edital morrostockiano de bioconstrução

bambuEstá no ar o edital de vivência em bioconstrução do Morrostock 2015. Visando a redução da “pegada ecológica” causada pelos festivais, o Morrostock vem trabalhando desde 2011 com a implantação de práticas sustentáveis no evento; dentre elas, estruturas utilizando matéria prima local (bambu), banheiros secos, compostagem de resíduos orgânicos e gestão/destinação correta dos resíduos recicláveis.

Pensandonisso resolvemos, como nos anos anteriores, abrir o edital para seleção de viventes, dando oportunidade aos selecionados estarem realizando uma imersão no mundo
da Sustentabilidade, envolvendo diversas práticas em bioconstrução.

Serão disponibilizadas cinco (05) vagas para acompanhamento e (inter)atuação nas etapas do processo de construção das estruturas físicas necessárias para dar suporte ao evento; tendo duração de 14 dias (período de 29 de setembro a 12 de outubro).

Juntamente aos viventes, estará atuando um focalizador multidisciplinar de com sólida experiência em técnicas de bioconstrução e na capacitação de multiplicadores dessas técnicas, Diego França (Casa do França – Oficina de Permacultura).!

Abaixo leia o edital e participe!

Os interessados deverão fazer sua inscrição on-line preenchendo o formulário de inscrição

EDITAL DE VIVÊNCIA EM BIOCONSTRUÇÃO

MORROSTOCK 2015

1        DESCRIÇÃO

Visando a redução da “pegada ecológica” causada pelos festivais, o Morrostock vem trabalhando desde 2011 com a implantação de práticas sustentáveis no evento; dentre elas, estruturas utilizando matéria prima local (bambu), banheiros secos, compostagem de resíduos orgânicos e gestão/destinação correta dos resíduos recicláveis.

Pensando nisso resolvemos, como nos anos anteriores, abrir o edital para seleção de viventes, dando oportunidade aos selecionados estarem realizando uma imersão no mundo da Sustentabilidade, envolvendo diversas práticas em bioconstrução.

Serão disponibilizadas cinco (05) vagas para acompanhamento e (inter)atuação nas etapas do processo de construção das estruturas físicas necessárias para dar suporte ao evento; tendo duração de 14 dias (período de 29 de setembro a 12 de outubro).

Juntamente aos viventes, estará atuando um focalizador multidisciplinar de com sólida experiência em técnicas de bioconstrução e na capacitação de multiplicadores dessas técnicas, Diego França (Casa do França – Oficina de Permacultura).

O design do festival é alicerçado em dois eixos: a estrutura física e o espaço educador, onde as técnicas utilizadas irão compor vários momentos de formação de técnicas construtivas com a comunidade do entorno e com o público externo que vai participar do festival.

O Morrostock é um festival que procura promover a Cultura como ferramenta de desenvolvimento econômico, social e criativo na Cidade de Capela de Santana/RS. O evento nutre a proposta de sustentabilidade e preservação do meio ambiente, provocando o questionamento acerca da utilização dos recursos naturais de forma sustentável e inteligente.

O festival contempla projetos musicais, vivência de produção cultural, cobertura colaborativa, oficinas, teatros, conscientização ambiental, resgate histórico da região, mobilidade urbana, palestras, terapias alternativas e difusão de material produzido pelos artistas, abrangendo os segmentos artísticos regionais, nacionais e internacionais.

2        OBJETIVOS

  • Manter um espaço de trocas de experiências, saberes e fazeres compartilhados entre agentes interessados em práticas sustentáveis, através de várias funções dentro da produção das estruturas físicas do Festival Morrostock;
  • Contribuir com a formação dos participantes nas temáticas da economia solidária e do trabalho colaborativo em rede, bem como estimular a diversidade de olhares e a livre formação com sistematização de experiências;
  • Ampliar o potencial de colaboração no Festival a partir da contribuição dos participantes em áreas que, inclusive, possam estar fora do domínio dos profissionais contratados para o evento;
  • Disseminação de técnicas de bioconstrução e informação de estruturas simples e manejo de bambus que podem ser replicados em outras localidades;
  • Aplicar princípios de Permacultura no planejamento da propriedade e na criação de sistemas que venham a melhorar o ambiente e suprir as necessidades da residência e moradores.

3        DO FORMATO

A orientação pedagógica destas atividades é alicerçada na Permacultura, criada pelos australianos Bill Mollison e David Holgreen que se pauta nos princípios éticos do cuidar da terra, cuidar das pessoas, compartilhar excedentes e estabelecer limites a produção e ao consumo, repensando valores e replanejando hábitos que serão fomentados e articulados na pratica do festival.

Inicialmente estará sendo realizado um momento teórico de capacitação dos voluntários, e posteriormente a parte prática, que será a construção e organização das seguintes estruturas:

  • Banheiros secos: alternativa ecológica no tratamento de dejetos humanos, o qual usa serragem ao invés da água. As fezes são depositadas em câmaras ou tonéis, passam por um processo de degradação por microorganismos e posteriormente podem ser utilizadas para adubação de espécies frutíferas e madeireiras. A urina é separada com coletor especial (urinol) e acondicionada em bombonas para posterior uso como adubo foliar (pulverização) ou diretamente na base da planta (rega).
  • Chuveiro campeiro: chuveiro a céu aberto, com duas duchas frias. Sua estrutura será confeccionada em bambu.
  • Bilheteria: confecção de estrutura em bambu quedará suporte ao atendimento e empulseiramento do público.
  • Composteiras: serão construídas composteiras para serem utilizadas durante o evento, visando o processo de transformação de resíduos orgânicos em composto, o qual pode ser utilizado como fertilizante na horticultura e agricultura.
  • Geodésica: montagem de domo geodésico de frequência 2, com 7 metros de diâmetro.

As práticas serão realizadas em modelo de mutirão, que objetiva uma vivência de cooperação, onde através da construção coletiva das estruturas também são construídos laços de amizade e respeito entre os viventes.

As atividades visam promover mudança no comportamento dos participantes através da aprendizagem não-formal e a sistematização das técnicas de construção apresentadas e discutidas antes, durante, e após a atividade na exposição e participação da construção. O objetivo é fomentar uma aprendizagem significativa para a utilização inteligente dos recursos naturais, estabelecendo uma relação positiva com o meio ambiente, sendo todos os participantes destas atividades contribuintes e contemplados para o bom andamento das atividades.

As técnicas que serão aplicadas são de fácil aprendizado, execução e se utilizam de matéria-prima de baixo custo. Neste contexto, materiais que antes eram “lixo” através da criatividade podem se transformar em excelentes recursos.

O vivente terá experiência de aprendizado completa a partir da participação nas fases pré-produção e pós-produção do evento. Os participantes acompanharão a execução das atividades; para isto, o vivente deverá auxiliar tanto na realização da tarefa, quanto na orientação dos participantes. Durante o evento todos os participantes responsáveis pela estruturação, deverão contribuir em palestras explicativas sobre a montagem das mesmas, sendo esta tarefa devidamente orientada pelas equipes responsáveis.

A avaliação da experiência se dará através de relatórios que os agentes deverão responder e entregar aos orientadores de cada área. Os participantes de cada área e seus respectivos orientadores deverão fazer avaliação final da experiência que será compilada e postada para conhecimento geral através do blog do Festival Morrostock e via redes sociais.

4        DAS VAGAS

4.1Vivência em Bioconstrução

Durante a vivência, os selecionados irão desenvolver atividades que envolvam:

  • Manejo de Bambus;
  • Manejo do Banheiro Seco
  • Prática de amarras com cordas e borracha;
  • Noções básicas de permacultura;
  • Noções básicas de redução do impacto ambiental através de estruturas simples e ecológicas;
  • Manejo de materiais (terra crua);
  • Auxilio na construção das estruturas com bambu;
  • Auxilio na construção dos banheiros secos;
  • Auxilio na orientação dos participantes do Curso de Bioconstrução;
  • Elaboração de apresentação para público sobre as estruturas: Montagem, técnicas empregas, redução do dano ambiental, entre outro;
  • Apresentação das estruturas na mostra ao público durante o evento;
  • Auxilio nas atividades, como oficinas e exposições do trabalho desenvolvido durante o evento;
  • Relatório final das atividades, a ser publicado na página do Festival Morrostock, assim que se encerre o período da vivência;

5        DOS DEVERES

Cada selecionado pelo EDITAL DE VIVÊNCIA EM BIOCONSTRUÇÃO –  MORROSTOCK 2015, deve:

5.1Estar disponível para contribuir nas atividades indicadas pelo ítem 04;

5.2Preencher relatório final da participação sobre instrutor e evento.

6        DOS DIREITOS

Será de responsabilidade da organização do Festival Morrostock 2014:

6.1Disponibilizar hospedagem em Camping;

6.2Fornecer a alimentação nos dias da vivência.

7        DAS INSCRIÇÕES

7.1As inscrições para o EDITAL DE VIVÊNCIA EM BIOCONSTRUÇÃO – MORROSTOCK 2015, ocorrerão a partir do dia 06 de julho a 12 de setembro de 2015.

7.2Os interessados deverão fazer sua inscrição on-line preenchendo o formulário de inscrição.

 

8        DA ANÁLISE DE DOCUMENTOS E SELEÇÃO

8.1A Comissão de Seleção selecionará os viventes levando em conta os critérios de experiência nas áreas encaminhadas, criatividade, conteúdo, pró-atividade e vontade de aprender;

8.2Caso o material do candidato esteja incompleto, a Comissão se reservará no direito de eliminar a proposta.

Obs.: Em caso de desistência o candidato será substituído pelo seguinte na pontuação geral.

9        DISPOSIÇÕES GERAIS

9.1O evento é realizado no Balneário Idone, Capela de Santana/RS – Vale dos Sinos, sendo a locomoção até lá de responsabilidade do vivente.

9.2O presente Edital disponibilizará certificados de participação para os envolvidos na execução do projeto.

Informações e contato:

Diego França

Facebook:https://www.facebook.com/diego.franca.79

Mail: casadofranca@bol.com.br

 

Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *